Gengibre: Conheça os benefícios desta poderosa raiz - Vivomais
519
post-template-default,single,single-post,postid-519,single-format-standard,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive
gengibre

Gengibre: Conheça os benefícios desta poderosa raiz

O gengibre é uma raiz de sabor intenso e picante, que contém múltiplos benefícios: é termogênico, anti-inflamatório, desintoxicante, melhora o desempenho circulatório, digestivo e respiratório.

O gengibre também auxilia no emagrecimento, pois contém uma substância chamada gingerol, que é a responsável pelo efeito termogênico, ajudando na aceleração do metabolismo. Portanto, é um grande aliado nas dietas para perda de peso.

O gingerol também é responsável pelos efeitos antioxidantes, anti-inflamatórios e antibióticos que o gengibre libera quando digerido.
Além disso, esta raiz é fonte de várias vitaminas e minerais, tais como: Vitamina A, E, C e complexo B, ferro, cálcio, silício, sódio, fósforo, magnésio, zinco e betacaroteno.

Veja abaixo as maneiras que você pode consumir o gengibre:

  • Em infusão: corte algumas lascas de gengibre e mergulhe em água quente. Aguarde 5 minutos e consuma morno ou gelado.
  • Raiz crua: pode ser utilizado em sucos, misturando uma ou mais frutas. Lembrando que sempre em pequenas doses.
  • Óleo essencial: pode ser usado misturado no seu creme hidratante, para fazer massagens relaxantes, pois ele aquece suavemente a região massageada.
  • Ressecado: é facilmente encontrado nas farmácias, sob forma de cristais. É utilizado para mastigar, reduzindo o mau hálito e trazendo alívio para a dor de garganta.
  • Em pó: pode ser utilizado em várias receitas, mas nunca ultrapassar os 2g.

 

Atenção às contraindicações:

Geralmente o consumo do gengibre, se utilizado dentro dos limites, é seguro para a maior parte das pessoas. Existem opiniões controversas quanto sua utilização por gestantes.
Entretanto, estudos sugerem que o risco de aborto ou má formação em fetos de mulheres que utilizavam frequentemente o gengibre não se mostrou mais elevado que o normal. Porém, o seu consumo deve ser evitado próximo à data do parto, podendo aumentar o risco de hemorragias.

Para pacientes com hipertireoidismo o gengibre não é recomendado. Por se tratar de uma planta com efeito termogênico, pode aumentar o metabolismo de quem já o tem acelerado.
Além disso, pessoas que sofrem com enxaqueca, úlcera, alergias e cardiopatias não devem abusar de alimentos que potenciam o metabolismo, pois eles podem aumentar a pressão arterial, hipoglicemia, taquicardia, nervosismo e insônia. Na dúvida, consulte sempre o seu médico.

 

Não dispense a consulta de um profissional

Lembre-se que toda dieta deve ser prescrita por um nutricionista. Tenha em mente que cada corpo funciona de um jeito diferente e possui necessidades individuais. Portanto, a dieta de outra pessoa não necessariamente trará bons resultados em você, ok? Seu corpo, sua dieta.

 

Dani Fortinho
danifortinho@gmail.com
0 comentários

Comente aqui