atividade física

Atividade Física e bem-estar: Tudo a ver!

A prática de atividade física para o bem-estar é fundamental. Mas ela também está ligada a um motivo ainda mais sério. Saiba qual e reveja alguns hábitos.

Você sabia que quase metade dos brasileiros não pratica qualquer atividade física regular? Bem, isso foi o que apontou uma pesquisa realizada pelo Ministério do Esporte em 2013. Será que em 2017 a consciência sobre a relação entre atividade física e bem-estar mudou?

Atividade física e bem-estar estão intimamente ligados

O motivos que levam as pessoas a praticar uma atividade física regular são vários, desde uma exigência médica por conta de risco à saúde, até a vontade de melhorar a aparência.
E é só quando começam a praticar, que muitos percebem os incontáveis benefícios da atividade física no bem-estar do corpo e da mente:
– Aumento da disposição;
Emagrecimento;
– Maior resistência física;
– Aumento da autoconfiança;
Aumento da libido;
– Mais positividade perante a vida;
– Aumento da criatividade;
– Maior qualidade do sono;
– Estímulo à reeducação alimentar;
– Melhora da concentração e memória;
– Redução das chances de doenças cardiovasculares
E tanto outros.
Mas além de tudo isso, a prática de atividade física regular é defendida por um motivo mais sério e urgente: a vida.

Pesquisa comprova a importância da atividade física para a VIDA

Uma grande pesquisa realizada pela Universidade de Cambridge ao longo de quase 12 anos e meio em países da Europa, com resultados divulgados em 2015, apontou que cerca de 676 mil mortes ao ano acontecem por causa de inatividade física e 337 mil por conta da obesidade.
A pesquisa foi realizada com 334.161 mil pessoas de países como Noruega, Suécia, França, Itália, Alemanha, Holanda, Grécia e outros. A avaliação dividiu os participantes por sexo, fumantes ou não, usuários de álcool ou não e grau de escolaridade.
Além disso, os pontos avaliados para alcançar estes resultados foram a relação entre o IMC (Índice de Massa Corpórea), o diâmetro da cintura e a prática ou ausência de atividade física de cada participante considerado acima da média normal.

Quando falamos de IMC, os resultados representam o seguinte:
De 18 a 25 = normal
De 25 a 30 = acima do peso
De 30 em diante = obeso

Quando falamos da circunferência da cintura, os resultados devem ser os seguintes:
Homens = não devem ultrapassar 102cm de cintura
Mulheres = não devem ultrapassar 88cm de cintura

Teoricamente, se estes números forem ultrapassados, a pessoa tem maior chance de desenvolver doenças cardiovasculares.
Bem, na pesquisa, entre estas pessoas com índice de IMC considerado obeso e as circunferências de cintura ultrapassando os limites, foram avaliadas as diferenças entre os que eram 100% sedentários e os que praticavam ao menos 30 minutos de caminhada de 3 a 5 vezes por semana.

O resultado foi que, destes também obesos mas que praticavam um pouco de atividade física, o índice de mortalidade caiu de 16 a 30%. Ou seja, a atividade física reduz drasticamente a mortalidade.
Em uma comparação entre a obesidade e a vida sedentária, conclui-se que a vida sedentária é muito mais perigosa do que a obesidade acompanhada de exercícios físicos.

Portanto, pratique atividade física para viver mais e melhor!

A parte boa é que a pesquisa concluiu que apenas 20 minutos de caminhada ao dia ou 30 minutos de 3 a 5 vezes por semana já podem mudar muito este preocupante resultado. Portanto, comece a unir todas estas vantagens, sendo obeso ou não, e comece a transformar sua vida por completo.
Você pode e merece se sentir melhor e ter uma vida com mais qualidade e felicidade.
Consulte seu médico e veja quais exercícios são mais indicados para você.

 

 

Priscilla Fortinho
priscillafortinho@gmail.com

Tem 29 anos e é apaixonada por escrever. Uniu o útil ao agradável ao se graduar em Comunicação Social e se especializar em Marketing de Conteúdo. Atualmente é uma Nômade Digital que escreve para empresas do Brasil e de Portugal.

0 comentários

Comente aqui